x
Magazord Plataforma de E-commerce 5 Anos
Ficou interessado?
Agende uma conversa

Destaques

Magazord marca presença no Web Summit 2019

Cleiton Sanches
Cleiton Sanches
Especialista em tecnologia do Magazord
Data de criação
13/11/2019
Comentários
0 comentários

O  Web Summit é um dos maiores eventos de tecnologia do mundo e o Magazord marcou presença, em busca de inovações e novas ideias. 

Acontecendo entre os dias 4 e 7 de novembro, na cidade de Lisboa, Portugal, o Web Summit reúne os principais protagonistas da área de tecnologia, inovação e empreendedorismo.

Os temas do evento foram os mais diversos possíveis, mostrando a grande diversidade de assuntos que permeiam o mundo da tecnologia. Desde inteligência artificial até o 5G, o acontecimento procurou mostrar novidades e também ser um palco para o debate de temas já conhecidos.

As estatísticas do Web Summit mostram o quão gigante é o evento. Ao todo, foram 70.000 participantes, 2.500 jornalistas, 1.200 palestrantes e 11.000 CEOs, oriundos de mais de 160 países. 

Web Summit 2019

Para dar conta de toda a demanda, o Web Summit contou com 5 pavilhões e o center stage. Com cerca de 22 espaços destinados para a discussão dos mais diversos assuntos que permearam todo o acontecimento.

No evento, os aficionados por tecnologias tinham um prato cheio pela frente, já que o Web Summit apresenta temas diferenciados em diversas áreas. Alguns dos destaques foram: conexão 5G, inteligência artificial, privacidade na rede, fintechs e a digitalização dos negócios em todos os sentidos.

O Magazord participou do Web Summit para buscar novas ideias e também trazer mais inovações para a plataforma, estando em contato com o que de mais atual está sendo discutido e implementado no mundo da tecnologia.

Vamos mostrar agora quais são as principais impressões que o Web Summit 2019 nos trouxe. 

Web Summit 2019: um evento grandioso

Antenado com o que há de mais tecnológico e inovador, o Web Summit de 2019 foi marcado especialmente pela ênfase nas startups. Sendo marcado pela pluralidade, o acontecimento conta com uma grande variedade de pessoas, de diferentes países e culturas.

Eventos como o Web Summit permitem a percepção de diferentes ecossistemas de de startups, adaptadas para cada país e as necessidades daquele determinado mercado.

Entretanto, também ficou claro que mesmo adaptada aos seus países de origem, as startups não hesitam em procurar tecnologia estrangeira para otimizar a sua operação. Isso acaba mostrando cada vez mais que as empresas estão buscando sempre aproveitar as oportunidades existentes e se conectar com as tecnologias que dominam o mercado. 

Falando em startups, as grandes empresas demonstraram querer se aproximar cada vez mais das startups. Dessa forma, marcas consagradas utilizam programas de aceleração e fundos de investimentos para assim impulsionar o desenvolvimento das startups.

Mesmo sendo empresas consolidadas no mercado, as grande empresas demonstraram querer uma aproximação cada vez maior com marcas que estão dando seus primeiros passos no mundo do empreendedorismo. 

Palestras que rolaram no evento também compartilharam a história de startups dos mais diversos países, como Austrália, Estônia, Hong Kong e Colômbia. Foram compartilhadas histórias, desafios e quais as chances de unicórnios sendo criados (startups que valem mais de 1 bilhão de dólares). 

Segurança na rede

Durante o Web Summit 2019 um dos principais temas abordados foi a segurança de dados, um tema cada vez mais discutido em eventos dessa categoria.

Inclusive, o evento contou com um nome controverso nas suas palestras. Edward Snowden (ex-agente da NSA, a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos) abriu as palestras e falou um pouco sobre segurança na Internet.

Snowden ganhou fama por revelar ao mundo segredos do programa de espionagem norte-americano. O ativista afirmou: “Dados não são inofensivos ou abstratos quando se trata do ser humano. Não são dados que estão sendo explorados. São pessoas sendo exploradas.”

Durante a sua fala, de pouco mais de 20 minutos, Edward Snowden ainda apontou sobre o perigo que grandes empresas podem representar. Os dados gerados e coletados dos usuários acabam sendo utilizados por governos, como dos Estados Unidos, e são utilizado sem qualquer tipo de parâmetro ou grau de controle. 

Além de Snowden, a fala de Margrethe Vestager também rendeu calorosas discussões. Vestager é comissária da União Europeia e uma das principais líderes do embate sobre a regulamentação dos dados na Web. 

Em sua fala, Vestager fala sobre como a tecnologia muda com o passar do tempo, mas os valores humanos não mudam. Ou seja, precisamos reproduzir em ambiente virtual os mesmos valores que possuímos no mundo material.

“Por que no mundo digital não valem as mesmas regras? Por que devemos reproduzir mentiras e ódio sem nenhuma consequência?”, essas foram algumas das palavras da ativista.

Na opinião de Margrethe, é necessário garantir a regulação da tecnologia. Não é olhar para o passado e sim pensar no futuro que é a chave, para assim propor quais os caminhos que devem ser tomados daqui pra frente.

Apresentação de novas tecnologias

Sendo um evento marcado pela inovação e tecnologia, o Web Summit contou com uma grande quantidade de apresentações cujo foco era em tecnologias já existentes e novidades que poderão ser popularizadas num futuro não tão distante. 

Um destaque no evento foram as discussões sobre Inteligência Artificial e o machine learning, que vem otimizando trabalhos e trazendo novas possibilidades. Assim, tecnologias já existentes são melhoradas e recursos inéditos podem ser explorados.

Cada vez mais trabalhos e processos vem sendo automatizados, reduzindo esforços e aumentando eficiência do que é feito.

A automação de trabalho, aliás, foi um dos temas de maior relevância dentro do Web Summit. Destaque especial para a célebre empresa Boston Dynamics, que mostrou como seus robôs são e como eles poderão ser utilizados.

Uma das atrações foi o robô Spot, que simula o comportamento de um quadrúpede, apresentando duas vertentes de inteligência: a atlética e a educacional.

A inteligência educacional é usada para que os dados que são coletados pela máquina sejam utilizados para ajudar as pessoas em atividades rotineiras. Já a inteligência atlética diz respeito à capacidade da máquina em reconhecer terreno e evitar obstáculos durante um determinado caminho. 

Durante o Web Summit foram apresentadas algumas tecnologias que deram um ar futurista ao evento. A empresa Velocopters por exemplo, apresentou automóveis voadores, com tecnologias baseadas em drones. 

Além de apresentar incríveis novidades tecnológicas, o Web Summit ainda foi palco para a discussão sobre a acessibilidade da tecnologia. O ex-primeiro-ministro do Reino Unido Tony Blair foi um dos convidados para falar no evento, apontando alguns fatos sobre como a tecnologia afeta a sociedade e alguns desafios atuais, como a democratização da Internet.

O que aprendemos com o Web Summit 2019?

O Magazord se fez presente no Web Summit 2019 para estar em sintonia com o que de mais moderno vem sendo divulgado no mundo da tecnologia e empreendedorismo.

As experiências aprendidas no evento nos deixam com novas ideias para o futuro e também ajudam na otimização de processos já existentes em nossa plataforma. Nossa busca pela inovação é constante e estamos exatamente onde o que de mais novo e moderno é mostrado. 

Caso você queira saber algo mais sobre o Magazord, nossas experiência no Web Summit 2019 e conhecer uma plataforma de E-commerce realmente completa, agende uma conversa para conhecer maiores detalhes!

Postagens relacionadas

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *