fbpx
x
Magazord Plataforma de E-commerce 6 Anos
Ficou interessado?
Fale com um consultor

Destaques

O que é SKU e qual a sua importância para o E-commerce?

Cleiton Sanches
Cleiton Sanches
Especialista em tecnologia do Magazord
Data de criação
29/06/2020
Comentários
0 comentários

Stock Keeping Unit – Unidade de Manutenção de Estoque, conhecido como SKU, é um termo logístico que você precisa conhecer. Trata-se de um código criado para garantir o total controle de estoque de uma empresa.

Também separando e organizando os produtos de acordo com suas características e respectivas quantidades. 

O SKU é a melhor opção para você que deseja facilitar o processo de controle e organização de seu estoque e entregas.

Muitos empresários e vendedores autônomos não sabem como a ferramenta pode ser útil.

Não conhecer essa estratégia pode atrapalhar um pouco o gerenciamento do estoque que consequentemente alavanca o número de vendas.

Um ótimo exemplo: em 2019 o Mercado Livre liberou a inserção do código SKU em seus produtos anunciados. Contribuindo não só para a organização da posição dos anúncios, como também, levando ao seller/buyBox nos demais marketplaces.

Nesse artigo vamos não só explicar para você, gestor de e-commerce, como ele funciona na gestão de estoque e controle de vendas, como te dar dicas de como coloca-lo em prática no seu negócio. 

O que é SKU?

SKU é uma sigla em Inglês para “Stock Keeping Units” na tradução Unidade de Manutenção de Estoque, se tratam de códigos únicos alfanuméricos de 8 dígitos.

Esses códigos são utilizados para a identificação de produtos e seu percurso dentro de um estoque comercial.

Empresas comerciais online usam o SKU para gerenciar e organizar o estoque. Isso é feito para garantir que os itens apropriados sejam embalados e enviados aos seus clientes.

O que é SKU?

Os códigos são gerados baseados nas características de um produto, não na quantidade do mesmo.

Se por exemplo, você tiver 500 peças de uma mesma marca com as mesmas características, será gerado um único código de SKU para o lote do produto, e não por unidade.

👉 Você pode se interessar também: Primeira venda na internet: como fechar o primeiro pedido?

Como funcionam os códigos SKU?

A criação dos códigos segue uma lógica, por isso é essencial que haja uma equipe qualificada no assunto para ficar responsável pelo desenvolvimento dos códigos.

O SKU se baseia nas características do produto, essas podem ser: cor, tamanho, marca, peso, edição, coleção, data de fabricação, e entre outras.

Eles também podem conter características mais gerais como: descrição do item, informações de embalagem, identificação de cores, termos da garantia, informação do fabricante, etc.

Se a sua empresa vende artigos esportivos, por exemplo, você pode cadastrar SKU’s para tênis de corrida utilizando as seguintes informações:

Marca: Adidas;
Tamanho: 39;
Cor: preto;
Material: Cabedal – Mesh e Têxtil/Solado – Borracha;
Gênero: feminino.

É simples!

Esse é apenas um exemplo, já que os códigos podem ser utilizados para todos os tipos de produtos.

Alguns deles são sapatos, vestuário, eletrônicos, alimentação, papelaria, aviamentos, decoração, presentes, produtos de beleza, maquinaria, e etc.

Onde utilizamos o SKU?

Em se tratando de e-commerce, você pode usar o SKU de três formas, são elas:

1 – Em Marketplace: dentro dos marketplaces é essencial que você tenha SKU’s cadastrados, pois como mencionado anteriormente, o Mercado Livre passou a utilizar o SKU dos produtos anunciados. Além disso, recentemente ele tende a priorizar anúncios de produtos que contenham atributos bem definidos. Logo, será uma vantagem a mais para você deixar os anúncios de seus produtos bem posicionados dentro das buscas.

2 – Em Lojas Virtuais: identificando cada produto dentro de sua loja você passa a ter um controle total do fluxo de vendas e estoque bem como a excelência na entrega deles até o cliente. A partir do SKU você acompanha toda a trajetória do produto dentro da sua loja virtual, tendo conhecimento e controle durante todo o percurso.

3 – Plataformas e sistemas de e-commerce: através de sistemas inteligentes é possível automatizar suas operações centralizando o SKU dos seus produtos, integrando de forma eficaz e eficiente seu estoque aos marketplaces e loja virtual. 

Por que e como as empresas de e-commerce usam SKU’s?

O SKU foi desenvolvido para deixar os processos dentro do setor de logística, e a função do gestor do e-commerce, mais fáceis.

Quem lida com gestão de estoque sabe como pode ser difícil a função de deixar o setor organizado.

Mesmo contando com sistemas específicos, às vezes é complexa a busca por um produto, pois é necessário informar ao software características específicas para que possibilitem a busca.

Com o código SKU, a busca passa a ser simples e rápida, basta digitar o código e prontinho!

Gestão de estoque

São apenas alguns segundos para que você tenha as informações sobre o produto em estoque como: a quantidade, o número de vendas realizadas no mês, a localização do armazenamento do produto e todos os demais dados cadastrados sobre o item pesquisado.

A maior parte dos comerciantes de lojas virtuais usam os SKU’s para a organização dos produtos, atendendo a estas três funções básicas:

  1. Estoque: controle sobre o número de unidades disponíveis – alerta para uma quantidade mínima e máxima segura em estoque;
  2. Logística de armazenamento: facilita o processo de busca e localização do produto para a embalagem e entrega;
  3. Especificação do item: lista as variações de um mesmo produto baseado nas características diferentes do mesmo.

Mais usos para o SKU

Os SKU’s eram originalmente usados para a identificação de itens compráveis ​​em lojas de varejos e catálogos.

Assim também acontece no e-commerce: é possível ter um estoque único para diversos marketplaces, com um controle completo.

Os SKU’s normalmente não são visíveis para os clientes porque são úteis somente para comerciantes e seus fornecedores.

O cliente não irá precisar do SKU em nenhum momento do processo de compra, troca ou devolução.

É também importante destacar que o código facilita a comunicação entre os profissionais que todos os dias precisam manusear milhares e milhares de produtos diversos dentro de um mesmo estoque, afinal eles precisam lidar com um número gigantesco de dados.

Cadastrar SKU’s possibilita o controle de quais produtos já foram entregues, quais foram devolvidos ou quais foram trocados.

Por meio do uso do código você evita a falta de produtos no seu estoque, a partir dos dados, saberá quais produtos precisam estar em maior ou menor quantidade com base nas saídas dos mesmos.

E por fim, falhas, atrasos e equívocos na entrega podem ser reduzidos e até mesmo evitados por completo, afinal, o e-commerce utiliza códigos para o rastreamento dos seus produtos, você tem completo controle de localização.

Dessa forma, a satisfação dos clientes irá aumentar e consequentemente a quantidade de vendas também, proporcionando a expansão do seu negócio em um curto espaço de tempo. 

Utilize a logica

Dicas para usar de forma inteligente os códigos de SKU

Agora que você já sabe o que é um código SKU e a sua necessidade bem como importância dentro do seu e-commerce, preste atenção nessas dicas para você começar a gerar bons SKU’s. Uma vez aprendido o processo de fazê-los, todos os próximos serão fáceis e simples.

Cada produto precisa ter seu próprio SKU

Lembre-se sempre que cada produto possui o seu próprio SKU porque é ele quem determina as variações de um produto para outro.

Se você possui 5 produtos de mesmo modelo porém de cores diferentes, os SKU’s devem ser diferentes para os 5 produtos.

Opte sempre por reutilizar o SKU já fornecido pelo fabricante, todos os sellers dos marketplaces usam o mesmo código, que é o que demonstra para o marketplace que eles vendem um mesmo produto. Apenas crie SKU’s para produtos de sua própria produção.

👉 Leia também: Saiba como destacar sua marca na concorrência do E-commerce

Mantenha apenas as informações relevantes

Alguns varejistas optam por colocar muitas informações, mais do que o necessário, no código, enquanto a resposta para se ter um bom código de SKU é apenas fornecer as informações que serão úteis no dia a dia.

Informações como: “ano de produção” e não para qual ano o produto servirá, por exemplo, não é relevante.

O excesso de informações leva a uma possível confusão na compreensão. Você pode sim adicionar mais informações na descrição do produto, mas no código especificamente, não é relevante.

O objetivo do SKU é obter o máximo de informações com códigos curtos. Adicionar informações desnecessárias foge completamente do princípio de otimização proposto pela ferramenta.

Portanto, mantenha a atenção nas informações ao verificar os SKU’s dos seus produtos.

Use a lógica

Os códigos devem ser criados de forma lógica para facilitarem a decifração dos mesmos. Por exemplo: Vamos supor que você está procurando por um código de um item elétrico. Pela lógica, o produto pode começar com a letra “E” de Elétrico.

Ou então caso esteja procurando por um SKU de um computador, você pode buscar pela letra “C”; depois algo referente à marca do computador, como a primeira letra do nome “A” para Acer; “A” para a Apple; e assim por diante. Também é possível através do modelo do notebook. 

Use a lógica para identificar com facilidade seus produtos através dos SKU’s.

Gestão de estoque

Optar por um sistema de controle de estoque informatizado é a melhor e mais fácil opção para manter a gestão em ordem.

Existem inúmeros sistemas em que você pode atualizar a quantidade disponível, dar baixa manual dos indisponíveis, identificar as quantidades de cada produto, entre outras especificações.

Esses sistemas completamente automatizados possibilitam o controle de tudo: além de oferecerem relatórios completos, tornando possível tomar decisões certeiras baseadas em fatos, ainda registram e salvam os processos para futuras análises.

Um sistema inteligente de controle de estoque previne equívoco ou falhas como vender a mais do que a quantidade disponível no momento em seu estoque.

Isso porque existem opções que pausam automaticamente e imediatamente seus anúncios em lojas virtuais ou Marketplace, quando a quantidade do produto zerar. 

Também é importante pensar que uma plataforma de gestão para e-commerce e controle de anúncios pode ser uma forma extra de qualificar o seu controle de estoque.

Você passa a monitorar como os seus anúncios estão se comportando, além de incluir as SKU’s e pausar anúncios sempre que necessário de acordo com o estoque atualizado.

Conclusão

Como você leu, os SKU’s são códigos de identificação de produtos com a função máxima de uma operação interna de entendimento rápido e lógico.

O ideal é não utilizar um mesmo SKU para produtos diferentes, pois isso causará uma enorme confusão no seu estoque atrasando o procedimento de busca. Então, ao encontrar os mesmos SKU’s para produtos diferentes, lembre-se que isto está errado, o refaça de forma adequada o quanto antes.

O SKU é de extrema importância para o seu e-commerce ter um estoque organizado, prático e funcional.

Portanto, um bom planejamento, execução eficiente na elaboração dos códigos e uma boa gestão de alimentação dos dados, resultam na otimização da operação logística. 

Um dos principais fatores de crescimento do seu negócio é a organização que você mantém em se tratando de controle de estoque, e pensando nisso reafirmamos a necessidade e eficiência da utilização do SKU.



Você quer conhecer mais sobre o E-commerce e todas as suas particularidades? Fale com um de nossos consultores e conheça todas as vantagens em ter o Magazord como a sua plataforma de E-commerce!

Postagens relacionadas

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *