fbpx
x
Magazord Plataforma de E-commerce 5 Anos
Ficou interessado?
Fale com um consultor

Marketplace

O marketplace e E-commerce - Saiba quais são as diferenças

Cleiton Sanches
Cleiton Sanches
Especialista em tecnologia do Magazord
Data de criação
16/06/2020
Comentários
0 comentários

Corriqueiramente, surgem dúvidas em quais são as principais diferenças entre marketplace e E-commerce. E se você está pensando em vender seus produtos na Internet e não sabe que estratégia utilizar, então conhecer essas diferenças é mais importante ainda!

As lojas online abrangem todos os mercados possíveis: esportivo, cosmético, eletrônico, de confecção, entre outros.As marcas vem apostando cada vez mais no mercado digital, mas aí surge a pergunta: E-commerce ou marketplace?

O tradicional E-commerce vem passando por diferentes mudanças e otimizações. Isso acontece porque o comércio virtual cresce dia a dia. 

Além disso, novas tecnologias e integrações fazem com que uma operação de comércio virtual seja mais viável aos empreendedores. 

Dependendo da estratégia, você pode querer que a sua marca tenha uma maior visibilidade, alcançando mais pessoas em menos tempo. Essa estratégia demanda diferentes tipos de abordagem e aí que entra o marketplace.

Neste post, você entenderá quais são as principais diferenças entre o marketplace e o E-commerce. Saiba o funcionamento de cada modalidade, suas principais características e também como combinar essas duas estratégias. 

Quais as diferenças entre marketplace e E-commerce?

Certamente você já leu ou ouviu falar nos termos marketplace e E-commerce. Em algum momento, até mesmo você tenha pensado que as duas modalidades são iguais. Mas acontece que as coisas não são bem assim. 

Pensando na prática, os dois modelos de plataforma são lojas online tradicionais.

Embora a finalidade seja a mesma, que é vender produtos ao consumidor final, a modo de funcionamento entre o marketplace e o E-commerce é muito diferente. 

O Marketplace

O modelo de marketplace consiste em produtos ofertados oferecidos a partir de diversas outras lojas. Assim, o marketplace oferece uma gama de produtos muito maior, em sua grande maioria. 

Marketplace o que é?

O consumidor compra da marca que é dona do varejo digital, ou seja, do site que está acessando. Entretanto, o produto são de outras marca. Assim, podemos encarar então o marketplace como uma grande vitrine virtual. 

Aqui estão alguns conceitos básicos do marketplace:

  • Comissão: é a taxa cobrada pelo marketplace, em geral, sobre o volume de vendas realizados. Essa taxa poderá variar de acordo com o perfil de produto ou serviço disponibilizado pelo marketplace. Essa taxa poderá variar de acordo com o perfil de produto ou serviço disponibilizado pelo marketplace;
  • Prazo de pagamento: na grande maioria, os marketplaces trabalham com um prazo de pagamento que pode variar de 2 dias a até 45 dias, após a postagem ou a entrega do pedido. É necessário garantir a segurança de que a entrega será realizada e o pagamento somente será liberado após este procedimento ser encerrado com sucesso. 
  • Gateway de pagamento: é o mecanismo de pagamento responsável por intermediar as transações financeiras, realizadas entre compradores e vendedores.

E-commerce

O termo E-commerce (ou “comércio eletrônico” em português) é a comercialização de produtos e serviços pela internet.

Nesse caso as transações são realizadas por dispositivos eletrônicos, como computadores, smartphones ou tablets. 

A estrutura do E-commerce começa pela exposição do produto em um site, o pagamento (concretização da venda) e a entrega dos produtos. 

No meio desses processos, existem muitos outros aspectos que devem ser levados em conta. Como no caso de estratégias de marketing, atendimento ao cliente, processos de logística, pós-vendas e vários outros. 

Agora vamos falar um pouco mais sobre as principais etapas que fazem um E-commerce acontecer.

Na loja virtual ou marketplace, os produtos estão anunciados em páginas. Nessas páginas estão fotos de produtos e vídeos são responsáveis por mostrar o produto ao consumidor.

As mesmas páginas também estão as especificações técnicas e características como peso, dimensões e preço. 

E-commerce: definições

Ao escolher o produto, o mesmo vai para o carrinho de compras e nessa hora o cliente pode continuar comprando produtos ou pode partir para a etapa do pagamento.

Na hora de pagar, é necessário criar um cadastro (ou fazer login na sua conta) para assim fornecer dos dados para entrega e também realizar o pagamento. 

Nos métodos de pagamento, é possível escolher entre boleto ou cartão de crédito, na maioria das lojas virtuais. Depois, essas informações são transmitidas por uma rede segura, com o intuito de evitar fraudes. 

Concluídas essas etapas, o cliente só precisa esperar para receber o pedido no lugar desejado. 

As principais características de cada plataforma

Necessariamente, o marketplace e o E-commerce não travam um duelo para saber qual é o melhor modelo de negócios. Isso porque esses dois tipos de negócio apresentam diferentes propostas. 

Entretanto, é necessário observar como cada um desses modelos conduzem suas atividades e como é o funcionamento de cada um deles.

Conhecer as diferenças entre o marketplace e o E-commerce é importante para entender qual a melhor escolha da sua marca. 

Investimento

Manter um E-commerce próprio requer uma série de investimentos, mas também podem trazer maiores retornos ao empreendedor. 

No E-commerce, é necessário ter uma maior gama de serviços à disposição. Você precisará de mão de obra, locais para armazenamento, plataforma, integrações e uma série de outros detalhes. 

Já o Marketplace não requer todos esses detalhes. Basicamente, você precisará criar uma conta, integrar seus produtos ao sites escolhido e cuidar dos processos de logística, de entrega ao usuário. 

Investimento no Marketplace e E-commerce

Operação logística

Manter uma loja online também demanda operações logísticas, como o armazenamento, a separação do produto, o preparo e o envio de mercadorias.

Além disso, também é necessário trabalhar com o gerenciamento de estoque, para que que não ocorra nenhum furo e assim o cliente pode realmente receber o produto que deseja. 

Quem vende seus produtos em marketplace, também terá que trabalhar com logística, afinal é necessário realizar o envio dos produtos ao cliente. 

Nesse casos, talvez haja alguns problemas principalmente com quem não possui integrações com mais transportadoras.

Um dos focos do Magazord é facilitar o envio dos produtos vendidos, para tornar o frete mais barato e porventura, deixar o preço do produto mais atrativo. 

Quem não tiver um serviço dessa natureza poderá sofrer algumas dificuldades nos envios, principalmente as lojas que estão a mercê apenas dos Correios, por exemplo.

Operação Logística no Marketplace e E-commerce

Alcance de clientes

Estratégias de marketing e comunicação devem ser adotadas por toda e qualquer marca que busca o crescimento. Quando maior for o investimento em mídia, mais chances tem a sua loja em aparecer e conquistar novos compradores. 

As empresas apresentam o seu próprio público-alvo e persona. E é para essas pessoas que os seus produtos são vendidos.

Mesmo que a quantidade de produtos seja pequena, o seu público estará interessado nesses itens, portanto, você deve ser fiel à proposta dada aos clientes. 

Vamos pensar de forma prática. Se uma empresa é especializada em vestuário esportivo, não tem razão para essa mesma empresa vender camisas sociais. Isso seria ir contra a proposta inicial da loja virtual. 

Mesmo que isso limite público, é uma decisão acertada focar em um nicho de mercado e se especializar nele. E essa proposta vale tanto para o marketplace quanto para o E-commerce. 

Oferta de benefícios

Os consumidores gostam de contar com comodidade durante o processo compras. E isso vale desde o processo de escolher o produto até o seu pagamento. 

Entretanto, a oferta de benefícios, principalmente em E-commerce próprio, pode acarretar em um custo elevado para o negócio. Portanto, é necessário pensar com calma em quais são as vantagens que serão ofertadas ao cliente. 

Um dos aspectos mais relevantes para um consumidor é a flexibilização do pagamento, em que há mais opções para que o consumidor concretize sua compra.

E são várias as opções disponíveis, como cartão de crédito, boleto bancário, débito automático, transferência bancária, parcelamento, dentre outros.

Para garantir todos esses benefícios, é necessário que o cliente tenha à disposição um gateway de pagamento eficiente, como é o caso do Magapay.

Com o serviço de pagamento desenvolvido pelo Magazord, é possível dar mais opções ao cliente e melhor, não há mensalidades fixas ou taxas de adesão.

Ao vender o seu produto em um marketplace, o lojista estará nas mãos do site de vendas. Nesse caso, ele terá que se submeter aos meios de pagamento que já estão dentro daquela plataforma. 

Mas é válido destacar que os maiores Marketplaces do país já apresentam uma grande variedade de meios de pagamento. Mas mesmo assim, o lojista não terá tantas opções como se tivesse um E-commerce próprio. 

Benefícios clientes

Qual é o modelo mais adequado ao seu negócio?

Não é uma tarefa fácil decidir qual caminho seguir. Escolher entre um marketplace e um E-commerce é uma tarefa que deve ser feita com calma e a escolha deve ser baseada mediante a análise de uma série de fatores. 

A decisão deve partir do entendimento do seu negócio. É necessário considerar qual público ele atende e qual a demanda que a sua empresa possui, se ela atende um público mais amplo ou se é num nicho mais específico. 

A partir daí, é preciso avaliar os custos que cada atividade gera e a viabilidade de cada uma. Somente a partir disso é que pode poderá tomar a decisão mais adequada a sua marca. 

Tanto o marketplace quanto o E-commerce estão consolidados no mercado. Essas duas estratégias de vendas online também estão cada vez mais presentes no ambiente virtual, sendo importantes ferramentas para os consumidores comprarem produtos com maior facilidade.

Por que não utilizar as duas estratégias?

Nosso trabalho nesse artigo é apontar as principais diferenças entre marketplace e E-commerce. Entretanto, também devemos mostrar como essas duas estratégias se complementam com uma a outra. 

O E-commerce é uma forma mais independente de você vender suas produtos na Internet.

Você poderá trabalhar melhor com questões como identidade visual do site, características a serem preenchidas, categorias de produtos e muitos outros aspectos. 

Além disso, você não precisa pagar uma comissão com toda venda que é feita. Assim, será possível trabalhar melhor com o preço dos seus produtos, criar cupons de desconto, promoções e assim, atrair mais consumidores. 

Usar Marketplace e E-commerce

Já no Marketplace, você poderá ter aproveitar a grande visibilidade desses sites. Assim, seus produtos estarão em contato com mais consumidores. 

Dessa forma, você pode utilizar as duas estratégias em uma só. Você pode ter o seu próprio E-commerce e assim, integrá-lo a uma série de marketplaces. Assim, seus produtos ganham um alcance ainda maior. 

Para fazer isso, é necessário ter à disposição uma plataforma de E-commerce que oferece integrações com marketplaces e todos os serviços que permitirão o anúncios nesses sites de grande acesso.

A melhor escolha é utilizar as soluções que o Magazord oferece para o desenvolvimento de E-commerces de alta performance. 

Se você está pensando em vender seus produtos na Internet e tirar ao máximo proveito dessas estratégias, então você precisa conhecer as soluções da nossa plataforma. Entre em contato e fale com um de nossos consultores.

Postagens relacionadas

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *